Ânimos acirrados entre vereador e a Secretária de Educação de Caruaru

No último sábado, o vereador Ricardo Liberato usou as redes sociais para reclamar de como foi tratado na abertura do cursinho popular Edilson de Góis, que teve aula inaugural no sábado (13) em Caruaru. Ele emitiu uma nota de repúdio e disse que foi excluído das falas na abertura do cursinho a mando de secretária de Educação.

Acompanhe na íntegra o texto:

“É lastimável a falta de atenção, qual fui tratado na abertura do Cursinho Popular Edilson de Góis, neste sábado (13/04), por determinação da secretária de educação municipal Marta de Medeiros Correia, que me eximiu (excluiu) da fala no evento.

O tratamento a um parlamentar, em ato legislador com prerrogativas pertinentes ao cargo, qual tramita no legislativo, Projeto de Lei de minha autoria em busca da oficialização por parte do executivo do “cursinho popular pré-vestibular e preparatório para concursos públicos”.

Acima de tudo, sou vereador governista, confiante na prefeita Raquel Lyra, que com certeza não compactua com este tipo feito por parte de membros da gestão que tentam minimizar e até hostilizar aliados de confiança do executivo.

A prefeita tem demonstrado fazer muito mais com suas boas e grandes ações voltadas não só para o setor educacional de Caruaru, mas em todos os setores da administração.

Fica o meu repúdio!

Ricardo Liberato, autor do aludido Projeto de Lei”, postou.

Comentários do Facebook