Base de Tony segue insatisfeita com tratamento dado pelo Palácio do Campo das Princesas

O grupo político do deputado estadual Tony Gel (MDB) segue reclamando muito da possível falta de prestígio do governo Paulo Câmara com o ex-prefeito de Caruaru. Aliados de Gel cobram espaço no governo socialista, já que Tony é parceiro de primeira ordem do governador desde a eleição de 2014, quando Paulo Câmara era desconhecido da maioria da população.

A situação piorou na base quando o nome de Isaltino Nascimento (PSB) foi confirmado pelo governador na liderança da base na Assembleia Legislativa. Muitos esperavam que Tony fosse o indicado. Não que a liderança governista seja uma situação de mil maravilhas, mas iria amenizar as críticas de aliados, que afirmam que Gel teria pouco reconhecimento do Palácio do Campo das Princesas.

Desde a nomeação de Alberes Lopes como secretário do Emprego pelo governador que a chiadeira é geral na base de Tony. Além disso, o espaço na secretaria de Agricultura, que tem muita influência dos deputados Zé Queiroz e Wolney (PDT), também gera incômodo, já que Tony precisa contemplar alguns aliados, entre eles, lideranças comunitárias, e não tem como.

Nos bastidores, ainda existem os comentários que a saída de Miriam Lacerda do governo para a equipe do senador Jarbas Vasconcelos, foi um sinal de insatisfação junto ao governo. Mesmo que o núcleo duro de Tony não confirme, já que a ex-deputada evitou polemizar e disse que ia fazer um trabalho em Brasília a pedido do próprio Jarbas.

O governo ajudou a reeleição de Tony Gel cedendo espaço para ele em cinco municípios, mas o apoio custou a retirada da candidatura de Tonynho Rodrigues a deputado federal. Mesmo sem a possibilidade de rompimento entre Tony e Paulo Câmara, os aliados do ex-prefeito esperam por algo mais concreto nos próximos dias.

Comentários do Facebook