Líder da oposição volta a cobrar presença de Secretária de Educação na Câmara de Caruaru

Cinco meses após a aprovação do requerimento que solicitava sua presença na Câmara de Vereadores de Caruaru, a Secretária Municipal de Educação, Marta Medeiros, ainda não compareceu à Casa para prestar esclarecimentos aos parlamentares. O documento que cobrava a visita foi apresentado pelo vereador Daniel Finizola (PT) e aprovado por unanimidade, no mês de abril.

Na sessão desta terça-feira (10), o parlamentar, que é líder da bancada de oposição, voltou a cobrar o cumprimento da convocatória. “A gente tem apresentado, nessa tribuna, situações gravíssimas sobre o funcionamento da educação no município e a gente precisa dar uma resposta para a sociedade. A secretária sabe que foi convocada. Por que não comparece a essa Casa? Qual é o problema da secretária vir e dar explicações sobre os questionamentos levantados pelos vereadores?”, questionou.

Durante a fala, Finizola apresentou exemplos de situações que envolvem a rede municipal de educação e que devem ser esclarecidas pela gestora. Entre os acontecimentos citados, estão ocorrências como a queda do teto da Escola Municipal Joaquim Nabuco, no distrito Jacaré Grande, e o caso dos alunos da Escola Teresa Neuma, no bairro Maria Auxiliadora, que precisaram ser atendidos pelo Samu ao passarem mal com o cheiro de tinta durante as aulas.

O vereador lembrou, ainda, que há professores contratados pela gestão municipal recebendo uma remuneração inferior ao piso salarial da categoria. “Hoje você tem vários profissionais da educação, vários professores contratados que não recebem o piso, descumprindo uma lei federal, usando o argumento de que é uma contratação temporária. Na verdade, você está precarizando o trabalho do profissional de educação”, criticou.

Comentários do Facebook