Rivaldo, o comunista bonzinho.

Finalmente, Rivaldo Soares, humildemente, se lança candidato a vereador nas próximas eleições, depois de tentar ser prefeito, deputado estadual, federal e governador. Não lembramos se tentou ser senador, mas é bem capaz. Homem da direita, depois do centro e, agora, da esquerda do Partido dos Trabalhadores falido, em liquidação, após tanto envolvimento em corrupção. Não que Rivaldo seja corrupto, até agora não se tem registro que passou a mão no alheio. O perigo é o diz-me com quem andas que dir-te-ei se vais resistir à tentação do fim justificar o meio. Rivaldo no PT, agremiação com fins lucrativos, desde que com o dinheiro do povo, cujo chefe supremo está preso e assim vai continuar por tempos, sendo possível até ganhar em anos de condenação para o Sérgio Cabral que já atinge a estratosférica marca dos 215 anos de condenação.
Provavelmente, será eleito, visto o tanto que caminhou divulgando seu nome. Tem carisma, é bocão, adora comprar briga e Raquel Lyra que se cuide, pois será um vereador a lhe dar muito trabalho no próximo mandato, se reeleita for, e não vai ser vereador limitado apenas a dar nome em rua a pessoa falecida que nada fez por Caruaru, enquanto poderíamos citar mais de uma centena de personagens que merecem ser homenageadas e que muito fizeram por nosso município.
Rivaldo Soares, o comunista bonzinho, conseguiu ser fichado no partido com o aval do senador Humberto Costa, né pouca coisa, não. Humberto defende muito bem aqueles que estão presos por corrupção, menos o Zé Dirceu. Não entendo porque nenhum petista defende o Zé bebedor de vinho de oito mil reais a garrafa, não defendem o Palocci nem o Vacari, nem o Cunha…
Rivaldo, o comunista bonzinho, chega lançando a candidatura justa, legítima e honrada de Laura Gomes a prefeita com o propósito de irritar Zé Queiroz e conseguir o apoio do governador já que o PT se juntará ao PSB pela prefeitura do Recife e, aqui, Rivaldo quer o mesmo acordo, deixando o PDT de fora.
Rivaldo já comprou tecido em puro algodão egípcio, vermelho, para confeccionar camiseta de mangas compridas com a xilogravura de Lula Livre; está deixando a barba crescer e ensaia no espelho como falar com o punha fechado, característicos dos comunistas comedores de criancinhas, e não estamos falando de pedofilia.
Que vamos ter muito barulho com Rivaldo Soares na câmara, não tenhamos dúvidas. É bem capaz de ele vender o carro e andar de bicicleta para parecer operário, mesmo sendo latifundiário na indústria calçadista de Caruaru. Quem sabe não transforma a empresa em propriedade operária administrada pelos funcionários, substitui a bandeira do Brasil pela vermelha do MSTT e transforma sua mansão em abrigo para umas vinte famílias, em nome do proletariado no poder.
Operários, uni-vos! – difícil é operário saber o significado do uni-vos.
Vê se pode?

Por Carlos Pinheiro

Comentários do Facebook