Saudades do Rei

Por Urbano Silva

A sanfona chorou, chorar
A saudade chegou, chegará
Nesse reino do norte
Seria nossa sorte
Gonzagão regressar

Asa Branca voou
Levou o meu coração
De saudades eu canto
Extravaso o meu pranto
Ao som de um baião

Tanto tempo passou
Mexeu com a emoção
Vida, arte e cultura
Amor, paz e ternura
Viva o Rei do Baião

Dentro de cada sanfona
Tem o som do coração
Tem Gonzaga eternizado
Um nordeste encantando
Tem forró, xote e baião…

E viva Gonzagão

Urbano Silva

Comentários do Facebook