SES atualiza profissionais sobre inserção do DIU

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), por meio da Gerência de Atenção à Saúde da Mulher, realiza, nesta terça-feira (13.08), capacitação com o tema “Inserção do Dispositivo Intrauterino (DIU) pós-parto e pós-abortamento e DIU de intervalo”. O evento é voltado para profissionais médicos da Atenção Primária e Assistência Ginecológica e Obstétrica das IV, V e VI Gerências Regionais de Saúde (Geres), e acontecerá das 9h às 13h, no auditório campus II do Centro Universitário Tabosa de Almeida, em Caruaru. Ao todo foram disponibilizadas 166 vagas divididas entre os municípios que compõem as três Geres.

“O DIU é considerado um método extremamente seguro, prático e de longa duração para evitar a gravidez. Outro benefício é o fato dele não interferir na rotina produtiva e sexual da mulher, podendo ser usado por adolescentes e mulheres que não engravidaram. Ofertado no Sistema Único de Saúde (SUS), o DIU tem o comprimento de 2 a 3 cm e é inserido no útero da mulher, com o potencial de eficácia de 99,3%”, destaca a gerente de Atenção à Saúde da Mulher da SES, Letícia Katz. “Buscamos, com as nossas capacitações periódicas, atualizar os profissionais da rede de atenção primária, assistência ginecológica e obstétrica tornando-os aptos para executar a inserção do dispositivo, ampliando assim o número de serviços, inclusive os de atenção primária, referências na prática”, completa a gerente.

O Governo de Pernambuco tem trabalhado o fortalecimento do Programa de Planejamento Reprodutivo criando estratégias de sensibilização e capacitação dos profissionais de saúde para o estímulo da prática preventiva à gravidez. De 2016 até o mês de junho deste ano, já foram capacitados mais de 800 médicos. Esse investimento na qualificação dos profissionais da rede pública municipal e estadual em métodos contraceptivos de longa duração, resultou no aumento de procedimentos no Estado. Nos anos de 2015 e 2016, quando só apenas o procedimento de intervalo era ofertado, foram inseridos 1.274 unidades do DIU. De 2017 até o mês de maio 2019, 9.730 mulheres fizeram a inserção do DIU no pós-parto, pós-abortamento e de intervalo. Só 2019, até o mês de maio, já foram inseridos 2.223 dispositivos.  

Em Caruaru, o gerente do serviço de ginecologia do Hospital Agamenon Magalhães (HAM), Arlon Silveira, irá ministrar a atualização com foco na discussão sobre o histórico e o surgimento dos métodos contraceptivos, as indicações e contraindicações dos dispositivos intrauterinos, propedêutica pré-inserção e a técnica de inserção do DIU de cobre pós-parto, pós-abortamento e de intervalo e a identificação das complicações imediatas e tardias.

Toda mulher que está em busca de um método contraceptivo deve procurar ajuda profissional para avaliação da melhor conduta. Importante ressaltar, ainda, que, para prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (HIV/Aids, sífilis e hepatites virais), o uso de preservativo masculino ou feminino continua sendo nece

Comentários do Facebook