Túlio Gadêlha debate Educação e conhece experiências em políticas públicas na região Sul

O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) visita, entre terça (23) e quinta-feira (25), as cidades de Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Camboriú e Itapema (SC) com o objetivo de conhecer experiências exitosas de políticas públicas e participar de debates sobre o sucateamento do ensino superior promovido pelo governo Bolsonaro.

“O próximo semestre na Câmara será de uma luta intensa, principalmente na área de Educação, diante do sucateamento promovido pelo governo. Vamos fazer diversos debates no Sul e, aproveitando que estaremos lá, queremos conhecer experiências exitosas em algumas cidades. Vamos trocar ideias e estreitar alguns laços para melhorar o nosso mandato”, declara Gadêlha.

O pedetista se reúne também com correligionários e lideranças locais. Em seu primeiro mandato como deputado federal, Gadêlha é visto como um parlamentar em ascensão e uma das figuras que representam a renovação política na Câmara dos Deputados e no PDT.

Rio Grande do Sul
Gadêlha vai conhecer, na terça-feira, o Mercado Público de Porto Alegre – inaugurado em 1869 e tombado como patrimônio histórico em 1979. O espaço vai completa 150 anos em outubro próximo e, assim como outros espaços públicos no Brasil, corre o risco de ser entregue à iniciativa privada.

Assim como os do Recife, o Mercado Público Central é ponto de referência arquitetônica, gastronômica e cultural no Centro Histórico. No espaço, que abriga cerca de 100 lojas e 1,2 mil trabalhadores, deputado se reunirá com comerciantes locais e integrantes da Associação do Comércio do Mercado.

A capital pernambucana possui mais de 20 mercados públicos.

O pedetista se reúne também com a deputada estadual Juliana Brizola (PDT), neta de Leonel Brizola, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. E, depois, participa de uma roda de conversa, com estudantes, na sede União Metropolitana dos Estudantes Secundários de Porto Alegre (UMESPA) em defesa da Educação.

Paraná
Na quarta-feira, o parlamentar desembarca em Curitiba para conhecer o funcionamento da mobilidade urbana, que é referência mundial. A capital paranaense se tornou exemplo de planejamento urbano e mobilidade sustentável ao priorizar os veículos não motorizados, como as bicicletas, e os meios de transporte coletivo, com o sistema Bus Rapid Transit (BRT) – com corredores exclusivos.

Implantado em 1974 como modelo pioneiro de transporte público, o sistema de Curitiba continua sendo referência de mobilidade urbana e uma das razões é o fácil deslocamento de passageiros por meio dos 1.226 ônibus que compõem a frota, monitorada em tempo real por câmeras e mecanismos de geolocalização.

De acordo com pesquisa da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Curitiba é a cidade campeã, dentre 11 pesquisadas, no número de BRTs em operação: são oito sistemas que juntos chegam a quase 90 quilômetros. Os dois BRTs do Recife possuem 46 quilômetros.

Se a capital paranaense é modelo em mobilidade, a pernambucana figura nas piores posições. Segundo pesquisa da TomTom Traffic, Recife tem o 10º pior transito do mundo. Em outra pesquisa, esta do aplicativo de mobilidade 99, a capital pernambucana aparece como a de pior trânsito do país.

Na passagem por Curitiba, Gadêlha também se reúne com correligionários locais e, depois, participa, do evento “Quartas Trabalhistas”, evento de debates sobre conjuntura, promovido pela Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini e pelo PDT do Paraná, com o deputado estadual Goura (PDT-PR) e outras lideranças trabalhistas do estado.

Santa Catarina
O pedetista finaliza, na quinta-feira, a visita à região Sul, em Santa Catarina, onde debate com a juventude socialista do PDT na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Reúne-se também com o vereador Patrick Machado (PDT-SC). E à noite, participa de um ato na Câmara Municipal de Camboriú sobre o desmonte do ensino superior.

Comentários do Facebook